Ir para o topo

Compartilhe

Parceria com CONACI visa fortalecer o controle interno em temas ambientais e de infraestrutura 

Acordo entre Transparência Internacional e CONACI foi firmado em evento que debateu o papel do controle interno na governança ambiental.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Em webinar realizado nesta quarta-feira (31/08), a Transparência Internacional - Brasil e o Conselho Nacional de Controle Interno (CONACI) realizaram um Acordo de Cooperação Técnica com ações que irão fomentar a atuação dos órgãos de controle interno nos temas ambientais, de uso da terra e infraestrutura.  

Essa parceria parte do reconhecimento mútuo da relevância dos órgãos de controle interno na promoção dos princípios da legalidade, eficiência, economicidade, publicidade e integridade na gestão pública brasileira. 

As ações propostas focarão em criar conteúdos e capacidades que possibilitem que os órgãos de controle interno possuam bases para atuar no fomento à transparência e integridade na gestão florestal, de infraestrutura e no combate a crimes ambientais. 

O acordo foi formalizado durante o evento “O Papel do Controle Interno na Governança Ambiental”, que teve abertura feita pelo presidente do Conaci, Rodrigo Fontenelle, e pelo diretor executivo da Transparência Internacional – Brasil, Bruno Brandão, e contou com dois painéis temáticos.  

O primeiro abordou a “Transparência e Integridade das Políticas e Órgãos Ambientais”, com a participação da Ana Paula Valdiones, coordenadora de Transparência Ambiental do Instituto Centro de Vida (ICV), Luis Almir, controlador-geral do Estado do Acre, e Emerson Hideki, controlador-geral do Estado do Mato Grosso. 

O segundo painel, “Auditoria, Correição e Ouvidoria no Combate aos Ilícitos Ambientais”, teve a participação do controlador-geral do Estado de Rondônia, Francisco Lopes, e Renato Morgado, gerente de programas da Transparência Internacional – Brasil, discutindo o papel, experiências e boas práticas de atuação dos órgãos de controle em prevenir fraudes e corrupção associadas aos temas ambiental e de infraestrutura. 

Ações previstas

O Acordo de Cooperação Técnica prevê a realização de três ações que serão desenvolvidas entre os anos de 2022 e 2023: 

  • Guias de Transparência Ativa: (i) Infraestrutura (ii) Gestão florestal e de uso da terra: dois documentos de orientação a órgãos de controle interno estaduais em ações de promoção da transparência ativa e abertura de dados sobre temas florestais, de uso da terra e de infraestrutura. 
  • Curso de formação em controle interno e infraestrutura: discussão sobre como as macrofunções do controle interno podem ser melhor mobilizadas para promoção da integridade em obras de infraestrutura. 
  • Manual de diretrizes para a prevenção e o combate à corrupção associada a ilícitos ambientais: mapeamento dos principais riscos de corrupção associados a ilícitos ambientais e elaboração de diretrizes para ações de promoção de integridade. 

As ações da parceria estão inseridas no projeto “Fortalecendo o controle interno e externo na Amazônia: infraestrutura, meio ambiente e uso da terra”, implementado pela Transparência Internacional – Brasil, com apoio da Fundação Moore. O projeto visa fomentar redes e órgãos de controle para que atuem de forma mais estruturada e sistemática nos temas citados, com foco principal no bioma Amazônico.   

Posts relacionados